Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

Treinamento Prático da Caravana da Proteção – Etapa em Marília reúne 188 pessoas  

Publicado em: 29/07/2019
Campanha “Cartórios. Quem Protege Você” percorrerá também Campinas, Ribeirão Preto e São José dos Campos para capacitar equipes de atendimento

Marília (SP) - Neste sábado (27.07), aconteceu no Quality Hotel, em Marília, mais uma edição do Treinamento Prático da Caravana da Proteção, iniciativa da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg/SP), do Sindicato dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Sinoreg/SP), do Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil – Seção São Paulo (IEPTB/SP), da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen/SP), da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (Arisp) e do Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo (CNB/SP). O curso é dirigido a substitutos e funcionários líderes das equipes, que disseminarão a campanha interna da proteção em suas unidades.



Para a abertura do evento, o diretor da regional de Marília da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen/SP), Antônio Francisco Parra, agradeceu aos presentes e ressaltou a importância de receber o evento em sua regional.

“Agradeço as entidades de classe que escolheram esta regional, e a todos vocês que compareceram nesta tarde especial, aqui em Marília, para o treinamento da nova campanha institucional dos cartórios “Cartórios. Quem protege você”, declarou o diretor.



De acordo com o diretor, receber a Caravana da Proteção na cidade, é poder receber todas as naturezas de cartórios e poder confraternizar.

“Os ensinamentos que a gente vai receber das palestrantes vão ajudar a gente na otimização dos trabalhos cartorários em benefício do público em geral”, comentou Parra.

Na sequência, o treinamento foi iniciado pela executiva e CSO da To Be Good, Ester Krivkin, que apresentou a opinião da sociedade em relação aos cartórios. De acordo com ela, a sociedade acredita que os cartórios são lentos, burocráticos e caros.

Apesar de ser visto como um “mal necessário” por muitas pessoas, a executiva comentou que os cartórios são bem avaliados quando o assunto é instituição, citando a pesquisa do Datafolha, realizada em 2015, onde foi revelado que 88% dos entrevistados enxergam o extrajudicial como a instituição mais confiável do País.



Durante todos os treinamentos práticos da Caravana da Proteção, Ester Krivkin mostra aos participantes uma matéria do programa Fantástico, da Rede Globo, em que é contada a história de um senhor, que perde a sua aliança no mercado, e graças a escrevente do Ofício de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas Município e Comarca de Marília, Jaqueline Catarina Martins, teve a sua aliança de volta.

“Histórias como essa acontecem todos os dias em todos os cartórios do Brasil. Vocês podem contar a história do País através dos documentos que vocês têm nos cartórios”, comentou a executiva.

O diferencial do evento em Marília, foi que a escrevente Jaqueline, da história fantástica, estava no treinamento e pode dizer aos presentes, o quão importante é fazer um ótimo atendimento e ajudar as pessoas que procuram a serventia. De acordo com ela, o trabalho realizado fez e faz diferença todos os dias na vida de várias pessoas. “Essa história, é apenas uma que se tornou conhecida do público, mas que retrata muitas outras. A segurança que o cartório passa, a história que a gente conta, e as famílias que a gente une, são fatores muito importante. Eu só fui uma peça chave”, declarou a escrevente.

Para encerrar a sua apresentação, Ester Krivkin explicou que o movimento “Cartórios. Quem protege você”, será implementado de dentro para fora, treinando e engajando os participantes, para que possam ser replicadores até chegar aos clientes que são atendidos diariamente nas serventias. Além disso, a executiva enfatizou que em breve será lançada a campanha publicitária que será veiculada na grande mídia do Estado de São Paulo.

Cultura Organizacional e Reputação



Na sequência, a psicóloga e consultora de pessoas, Pamella Kazantzis iniciou a palestra sobre Cultura Organizacional e Reputação, questionando os participantes se sabiam exatamente o que é cultura, e se todos a possuem.

“Tanto faz se é boa ou ruim, se é bonita ou feia, mas todo mundo tem cultura. É importante a gente trazer isso, trazer esse tema para vocês, por que qual será a nossa cultura?”, respondeu a psicóloga.

De acordo com ela, a cultura tem o poder de unir e, no caso das instituições, é necessário alinhar com as leis, com a linguagem, com os comportamentos e com as expectativas das pessoas. “Cultura é o que nos une. É um modo de vida. O que a gente faz todo dia e está incorporado em um grupo particular, num determinado tempo”, explicou Pamella Kazantzis.

Já a reputação, segundo a psicóloga é um pré-requisito para dar certo ou dar errado. Sendo assim, é necessário criar uma boa história, baseada nos valores que os cartórios já possuem e, em seguida, comunicar, pois a comunicação é a chave do sucesso, e se ela não existir, o outro não fica sabendo e quem fez o ato não ganha a reputação.

Cultura de Atendimento. Entregando a promessa da sua marca



Coube à diretora da MK5, Marcia Oller falar sobre o tema “Cultura de Atendimento. Entregando a promessa da sua marca”. Ao iniciar a sua apresentação, a diretora comentou que os clientes podem apresentar diferentes personalidades, como intrapessoal, interpessoal, lógica, linguística, espacial, digital e musical. Exemplificando, que o cliente musical é aquele que precisa de repetições.

“Independentemente da personalidade, todo cliente espera ser atendido com atenção, respeito, informação, rapidez e experiência. O que ele mais valoriza é ser atendido por uma equipe de qualidade e que entregue um serviço diferenciado, além de ser simples, personalizado e divertido”, relatou.

Já quando falamos de colaboradores, de acordo com a diretora, existem três tipos: o interesseiro, interessado e interessante. “O interesseiro sempre vai fazer um serviço mal feito, o interessado vai fazer o serviço certinho, já o interessante vai fazer além. No caso dos líderes, eles precisam ter a habilidade de influenciar pessoas para que trabalhem com entusiasmo visando atingir os objetivos identificados como sendo para o bem comum”, declarou a diretora.

Além do treinamento, os presentes terão acesso a um game que utiliza experiência imersiva, gibi, e-book e áudio-book como ferramentas de apoio. 



Depoimento dos participantes


“Qualquer tipo de conhecimento que a gente adquire é sempre bom para a vida principalmente na nossa área, em que a segurança é o cerne da questão. A expectativa é que eu saia daqui hoje melhor do que eu entrei”, Ricardo Gonzaga, oficial do Cartório de Registro Civil e Notas de Sabino.

“Participar do treinamento é importante, porque você vê um monte de gente falando mal de cartório, e é justamente essa proteção que a gente passa e a gente não consegue comunicar para fora, realmente”, Milton Colombo, escrevente do Ofício de Registro de Imóveis de Ibitinga.

“Principalmente no interior a gente carece muito desses treinamentos voltados aos cartórios. A expectativa que eu tenho é fazer com que as pessoas entendam realmente, no caso dos colaboradores, a importância do nosso trabalho cartorário”, Elvis Sanches, escrevente do 1º Ofício de Imóveis de Marília.

“É o primeiro treinamento que eu participo, eu acho importante até para a gente passar para o cliente todas as lições que aprendemos, e também para tirar todas as dúvidas, que também temos de como se comportar e passar confiança”, Isabelli Cristina Marques, auxiliar de cartório do Tabelionato de Notas de Paraguaçu Paulista.

“A importância de participar do treinamento é a de poder padronizar o atendimento em todos os cartórios, dar mais confiança para a população, ou seja, uniformizar em geral o cartório”, Fernando Antonio Seabra, escrevente substituto do Registro Civil de Garça.

“Participar de um evento como esses é fundamental para a gente conseguir ter um suporte melhor para você mudar essa visão que as pessoas têm em relação ao cartório. Desde que estamos no cartório, nós procuramos imprimir a nossa personalidade, trazer essa qualidade e uma diferenciação em atendimento”, Andréa Ferraz, tabeliã substituta do Cartório de Notas e Registro Civil de Rinópolis.
Fonte: Assessoria de Imprensa da Anoreg/SP
Voltar
Compartilhe este conteúdo: