Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

Projeto Adoção Afetiva da ANOREG/SP é lançado no Palácio da Justiça 

Publicado em: 01/12/2017
O protocolo de intenções foi celebrado entre a Secretaria da Educação e as entidades de classe extrajudiciais do Estado de São Paulo
 
Nesta quinta-feira (30.11), aconteceu, na Corregedoria Geral da Justiça, o lançamento do Projeto Adoção Afetiva, inciativa da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (ANOREG/SP) em parceria com a Secretaria da Educação. O projeto visa aproximar os Cartórios e as Escolas Estaduais, beneficiando toda a comunidade com pequenas ou grandes ações, favorecendo o desenvolvimento para a formação de cidadãos conscientes.

“Queremos aproximar os cartórios da comunidade escolar. Por meio do apoio da Secretaria de Educação, convidamos as serventias a adotarem uma escola onde possam trabalhar de alguma forma, realizando uma pintura, pequenas reformas ou até mesmo desenvolvendo atividades sociais”, declarou Leonardo Munari, presidente da ANOREG/SP.



Estiveram presentes para a assinatura do protocolo de intenções o secretário da Educação do Estado de São Paulo, José Renato Nalini, e o Corregedor Geral da Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, além dos representantes de cada associação extrajudicial.

Nalini ressaltou a importância da adesão ao projeto. “A nossa infância e juventude está muito abandonada, precisando de atenção e carinho. Nesse momento de descrédito na gestão pública, que reflete o momento político pelo qual passamos, nós só podemos atuar de maneira criativa e engenhosa, e o projeto atende justamente essa proposta”, afirmou.



Calças convidou a todos os notários e registradores para participar efetivamente do projeto. “Hoje podemos assinar esse protocolo que será direcionado para as nossas crianças, que são a base do nosso País”, disse Calças que, complementou “Deixo aqui a minha felicidade, honra e a perfeita sensação de cumprimento do dever. Ninguém faz nada sozinho, este é um exemplo típico, nós damos as mãos para chegarmos ao coração dos problemas que nós temos que resolver”.



Também estiveram presentes o Sindicato dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (SINOREG/SP) representado pelo diretor Ademar Custódio, a Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP/SP) representada pelo presidente, Francisco Raymundo, a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (ARPEN/SP) representada pelo diretor Gustavo Renato Fiscarelli, o Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo (CNB/SP) representado pela diretora Giselle Dias Rodrigues Oliveira de Barros, o Instituto de Estudo de Protesto de Títulos do Brasil – Seção São Paulo (IEPTB/SP) representado pelo presidente, José Carlos Alves, e o Instituto de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoas Jurídicas – Seção São Paulo – (IRTDPJ/SP) representado pelo presidente,  Alfredo Cristiano Carvalho Homem.



Segundo Munari, Projeto Adoção Afetiva é uma ação nova, diferente do habitual, que necessita do empenho conjunto entre notários, registradores e a comunidade escolar.
“Para quem participa sempre existe uma reciprocidade, e assim geramos um círculo virtuoso. Temos um cronograma para seguir e acredito que até no começo do ano já teremos um resultado positivo”, finalizou o presidente da ANOREG/SP.
 
 

Fonte: Assessoria de Imprensa ANOREG/SP
Voltar
Compartilhe este conteúdo: