Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

Conass lança painel de análise de excesso de mortes no Brasil com base em dados do Portal da Transparência do Registro Civil

Publicado em: 07/08/2020
O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) lançou, nesta segunda-feira (03.08) um painel de análise de excesso de mortalidade por causas naturais no Brasil em 2020, desenvolvido pela organização global de saúde pública Vital Strategies com base nos dados de registros de óbitos disponibilizados pelo Portal da Transparência do Registro Civil, administrado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).
 
A ferramenta mostra que, entre março e junho de 2020, o país registrou 74 mil mortes por causas naturais acima do esperado para o período. O resultado é encontrado após comparação entre dados deste ano e projeções realizadas com base na série histórica de óbitos entre 2015 e 2019, fornecida pelo Sistema de Informação de Mortalidade (SIM).
 
A epidemiologista Fátima Marinho liderou a equipe da Vital Strategies responsável pelo desenvolvimento do painel. Segundo ela, trata-se de uma relevante ferramenta para acompanhamento dos óbitos no país, importante estratégia de avaliação dos efeitos diretos e indiretos causados pela Covid-19. “A doença não se trata, necessariamente, da causa direta do excesso de mortes contabilizado no Brasil; as mortes podem ter sido provocadas, por exemplo, pela sobrecarga nos serviços de saúde, pela interrupção de tratamento de doenças crônicas ou pela resistência de pacientes em buscar assistência à saúde, devido ao medo de se infectar pelo novo coronavírus”, explica.
 
A ferramenta terá seus números atualizados semanalmente, respeitando sempre um período de quatro semanas para que os números sejam incluídos no sistema, em razão dos prazos que envolvem a atualização do Portal da Transparência e a análise das informações, que consistem na comparação dos dados atuais com projeções para o período considerado. Neste primeiro momento, podem ser visualizados dados relativos até o dia 20 de junho.
 
Carlos Eduardo de Oliveira Lula é o atual presidente do Conass. Na opinião dele, o Portal da Transparência do Registro Civil é um importante canal de divulgação de dados oficiais, consolidando informações de mais de 7 mil Cartórios de todo o país. “Gestão baseada em informação é uma das premissas para a eficiência do SUS. A disponibilização e atualização permanente do número de registros de óbitos em meio agrave epidemia da Covid19 é uma importante ação de transparência com a sociedade”, diz Lula em entrevista à Arpen-Brasil.
 
Resultados
 
Com base na série histórica, era esperada uma média de 23.527 mortes por semana em 2020 – ou seja, entre 15 de março (semana da primeira morte por Covid-19 registrada no Brasil) e 20 de junho, era esperado um total de 329.385 mortes no país. Os números identificados pelo painel, entretanto, são significativamente maiores: os dados mostram um excesso de mais de 74 mil mortes no período.
 
Ainda de acordo com a ferramenta, percebe-se que, ao contrário do que ocorreu nos países da Europa, o Brasil apresenta um significativo excesso de mortalidade entre a população com menos de 60 anos de idade - considerada menos vulnerável a complicações causadas pela Covid-19. “No entanto, ainda não existem estudos que indiquem a razão dessa diferença entre os cenários brasileiro e europeu”, explica Fátima Marinho.
 
Para ler a nota técnica que acompanha o lançamento do painel, clique aqui. Também é possível ler mais sobre o trabalho realizado pela Vital Strategies clicando aqui.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa
Voltar
Compartilhe este conteúdo: