Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

TV Jornal - Covid-19: mortes de pessoas abaixo de 60 anos ultrapassam as de idosos pela 1ª vez no Brasil

Publicado em: 10/06/2021
Os números foram confirmados cartórios de registro civil do país, que são responsáveis pelas certidões de óbito
 
Com informações do Uol
 
Com o avanço da vacinação contra a covid-19 entre os idosos ocasionou, pela primeira vez na pandemia, um número maior de mortes entre crianças, jovens e adultos por covid-19 do que de pessoas a partir de 60 anos. Os dados foram apurados pelo Uol e são dos cartórios de registro civil do país, responsáveis pelas certidões de óbito. Entre os dias 30 de maio e 5 de junho, 53,6% dos óbitos de covid-19 no país foram de vítimas até 59 anos de idade.
 
Até a terça-feira (08), de acordo com o portal da transparência da Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), ocorreram 7.499 mortes na semana 22 em decorrência da covid-19. O número absoluto ainda pode crescer por causa das inserções de dados com atraso, mas o percentual por faixa etária não deve ser alterado.
 
Ministro nega terceira onda da covid-19
 
Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o Brasil não vive uma terceira onda da pandemia da covid-19. Ao ser questionado sobre a possibilidade de o país entrar em uma nova onda de contaminação, o ministro disse que o clima e a falta de isolamento social contribuem para a circulação do vírus e a alta de mortes em alguns estados.
 
“Ainda não está caracterizada uma terceira onda. Estamos na segunda onda em um platô elevado de casos", disse Marcelo Queiroga. O Brasil bateu nesta terça-feira (8) a marca de 17.037.129 de casos de covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 52.911 casos positivos de covid-19 pelas secretarias de saúde.


Fonte: TV Jornal
Voltar
Compartilhe este conteúdo: