Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

“Defendo que a visita virtual seja incorporada ao sistema de saúde para que se torne permanente”

Publicado em: 20/07/2021
 Vereador Arselino Tatto, autor do Programa Visita Virtual, fala sobre a arrecadação de equipamentos em entrevista à Anoreg/SP

De autoria dos vereadores Arselino Tatto e Jair Tatto, o Programa Visita Virtual, instituído agora pela Lei nº 17.565, fornece aos pacientes internados em decorrência da Covid-19 na cidade de São Paulo a possibilidade de se comunicarem com os familiares de forma regular e contínua, por meio de chamadas de vídeo, ligações e trocas de mensagens.

Membro do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara Municipal, Arselino Tatto abordou, em entrevista exclusiva à Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg/SP), o surgimento e a importância do Programa, além das formas de arrecadação dos aparelhos celulares.

Confira a entrevista completa:




 
Em entrevista concedida à Anoreg/SP, o vereador falou sobre o que será feito com os celulares após a pandemia da covid-19
 
 
 
Anoreg/SP - Como surgiu a ideia de criar o Programa Visita Virtual?
Arselino Tatto - A ideia surgiu logo nos primeiros meses da pandemia, quando eu via reportagens mostrando famílias com dificuldades para conseguir informações dos pacientes internados e aflitos porque não podiam visitá-los, em razão do isolamento. Era angustiante ver o sofrimento das pessoas que só queriam estar perto de seus familiares. Já que a visita presencial não era permitida, veio a ideia de usar a tecnologia para promover esse encontro de forma virtual. O projeto foi apresentado em maio de 2020 na Câmara Municipal, mas infelizmente a aprovação demorou mais de um ano e o prefeito de São Paulo só sancionou a Lei agora.
 
Anoreg/SP - Como serão arrecadados os aparelhos para o Programa?
Arselino Tatto - No projeto, eu proponho que a Prefeitura faça parcerias com empresas privadas de tecnologia e de outros segmentos para adquirir os equipamentos necessários, minimizando assim possíveis custos aos cofres públicos.
 
Anoreg/SP - O que será feito com os aparelhos após a pandemia da Covid-19?
Arselino Tatto - Defendo que a visita virtual seja incorporada ao sistema de saúde para que se torne permanente, porque há outros casos em que o paciente não pode receber visitas presenciais ou que a família tem dificuldade de realizar a visita. Sendo assim, os equipamentos adquiridos seriam incorporados às unidades de saúde de forma definitiva e poderiam ser usados inclusive para outras atividades, modernizando os processos.  
 
Anoreg/SP - Na sua opinião, qual a importância do Programa para os pacientes infectados pelo novo coronavírus?
Arselino Tatto - Esse Programa é essencial, imagina você ficar vários dias internado sem contato com sua família? Os médicos e psicólogos acreditam que o contato familiar é importante para a recuperação do paciente que está em uma situação solitária de isolamento. O conforto emocional gera motivação para enfrentar o tratamento com mais positividade.
 
Anoreg/SP - Como os Cartórios de São Paulo podem ajudar na iniciativa?
Arselino Tatto - Acredito que divulgar essa iniciativa já é uma grande contribuição, as pessoas precisam saber que existe uma Lei que lhe garante este benefício e precisam nos ajudar a cobrar da Prefeitura de São Paulo que ela não fique só no papel, mas que cada unidade de saúde seja beneficiada na prática. Parceria com a Prefeitura para doações de equipamentos é outra forma de ajudar.


Fonte: Assessoria de Comunicação Anoreg/SP
 

 
Voltar
Compartilhe este conteúdo: