Carregando informações, por favor aguarde...

Home Notícias

CNN Brasil - SP tem processo de transferência de imóvel mais ágil do país, diz Banco Mundial

Publicado em: 23/07/2021
Até mesmo nas etapas necessárias para efetivar a transferência imobiliária São Paulo tem uma taxa menor
 
Segundo um relatório feito pelo Banco Mundial, o Doing Business Subnacional Brasil, é mais fácil fazer negócios no estado de São Paulo do que em outros lugares do Brasil — em especial quando o assunto é o mercado imobiliário. Segundo o documento, nesta região, o processo de transferências de propriedades é otimizado e rápido, já que os procedimentos de diligência prévia  são centralizados em um balcão único online.

Para transferir propriedades em São Paulo, segundo o relatório, são necessários apenas 21 dias para o levantamento de documentos, lavratura da escritura pública e para o registro imobiliário. Enquanto isso, a média brasileira é de 39 dias. O processo é o mais rápido no país. Em países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), a média é de 26,6, e, em relação aos países da OCDE, de 23,7 dias.

São Paulo também exige menos etapas para efetivar a transferência imobiliária, com apenas oito etapas, enquanto a média nacional é de 15,4 procedimentos para o registro de um imóvel.

Mato Grosso do Sul também se saiu bem na comparação com os outros estados, com uma média de 29,5 dias para a transferência de propriedades, levantamento de documentos, lavratura e registro imobiliário. 

“O relatório Doing Business Subnacional Brasil faz um ranqueamento entre os estados, onde é possível observar as melhores localidades para se fazer negócios. O estado de São Paulo está entre os primeiros colocados e quem é premiado é a população e o Brasil”, afirma Flaviano Galhardo, presidente da Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP) e diretor de imóveis da Associação dos Notários e Registradores do Estado de São Paulo (Anoreg/SP).

“O relatório do Banco Mundial faz com que os Estados vejam onde precisam melhorar dentro dos cinco requisitos e com isso, subir no ranking subnacional na próxima avaliação”, acrescenta. 
 
Fonte: CNN Brasil
Voltar
Compartilhe este conteúdo: